Yussef Ali Abdouni - Doctoralia.com.br
Especialista em mãos

Artigos

A artroscopia é uma intervenção cirúrgica minimamente invasiva que tem dois objetivos fundamentais: diagnosticar e/ou tratar uma lesão. A técnica é frequentemente utilizada em articulações como joelhos, ombros, punhos, etc.

Esse procedimento cirúrgico é realizado por meio de duas pequenas incisões no local a ser examinado/tratado.

Como funciona a artroscopia?

O especialista realiza as mini-incisões e insere o artroscópio, uma espécie de cânula, bem fina, com uma câmera de alta definição na ponta. Em uma das incisões o médico manipula a câmera e na outra ele insere os instrumentos necessários para os reparos/tratamentos.

Para que é indicado a artroscopia?

Em geral, a cirurgia é indicada para tratar lesões nas articulações. Por isso, é um método muito utilizado em atletas que, comumente, apresentam problemas nessas estruturas por esforços repetitivos ou traumas diretos. Os jogadores de futebol são “vítimas” constantes dessas lesões já que, por vezes, aplicam muita força e velocidade na hora de chutar a bola. Algumas das artroscopias mais realizadas são:

Artroscopia do joelho (ex: menisco) – o menisco é uma estrutura que serve como amortecedor do joelho, uma das articulações mais importantes e mais utilizadas do corpo humano. Ele fica entre o fêmur e a tíbia, possui um formato de semicírculo e faz com que o impacto da carga recebida pelo joelho seja distribuído, evitando as lesões. Quando, por algum motivo, o menisco deixa de exercer sua função adequadamente, toda a estrutura sofre, já que há um desgaste geral da estrutura.

Existem diferentes tipos de lesões que podem acometer os meniscos, mas em geral elas são causadas por traumas (como uma torção muito forte) ou por desgaste com o passar dos anos.

Em muitos casos é possível tratar as lesões dos meniscos por meio de artroscopia sem a necessidade de retirá-los. 

Artroscopia do ombro – outra artroscopia bastante realizada é a de ombro. Ela é recorrente no tratamento de diferentes lesões nesta articulação, como as do manguito rotador (grupo de tendões do ombro), luxações e também na capsulite adesiva.

Artroscopia do quadril – no punho, as artroscopias são usadas para tratar lesões de ligamentos, cartilagem, sinovite (como na artrite reumatoide), ou até mesmo para a retirada de pequenos tumores benignos. A artroscopia avançou muito nos últimos anos e possibilitou que tratamentos no punho, que antes eram realizados por meio de cirurgias tradicionais (abertas e com recuperação delicada), se tornassem mais simples, com menos riscos e mais qualidade de vida para o paciente.

Processo de recuperação da artroscopia

Um dos benefícios mais reconhecidos e popularizados das artroscopias é a recuperação rápida e com dor mínima. Isso se dá, normalmente, em todos os tipos de procedimentos, sejam eles no joelho, ombro, punho, ou outras articulações. Os casos de lesões mais simples costumam não necessitar de imobilização e o paciente consegue voltar às atividades do dia a dia rapidamente – em alguns casos em três semanas ou um mês.

Durante a fase de recuperação da artroscopia geralmente são indicadas sessões de fisioterapia para recuperar a força e a flexibilidade da região.

Para obter mais informações sobre o procedimento e entender se ele se aplica à sua necessidade, procure um médico ortopedista.

Consultório Tatuapé

Rua Apucarana, 1312
Tatuapé - São Paulo - SP
CEP: 03311-002

Tel: (11) 2615-2787

Veja o mapa

Consultório Bela Vista

Rua Adma Jafet, 91
4º andar - Bloco E
Bela Vista - São Paulo, SP
CEP: 01308-050

Agendamento pelo Whatsapp: (11) 98388-1465

Veja o mapa